Porquê o projeto Fotografia com Alma?
A Fotografia é muito mais do que o simples abrir e fechar do obturador; é muito mais do que o uso aleatório de um filtro pré-desenhado; é muito mais do que proliferação de fotografias repetidas nas redes sociais, nos mesmos lugares, com a mesma luz, com o mesmo enquadramento. Fotografar não é "tirar fotografias"; é, sim, observar o que nos rodeia, contemplar o momento e imaginar aquele instante eternizado. Ao mesmo tempo tenta-se criar na nossa mente uma camada artificial onde a luz é a única coisa que está presente dentro daquilo que se observa: a definição dos contornos, as silhuetas, as sombras, os brancos, os negros. A cor é outra camada. O olhar de uma pessoa, num retrato, será ainda outra camada, ainda mais complexa, onde a ligação do fotógrafo com a pessoa fotografada é claramente transmitida por entre a ótica da lente.
A fotografia é a arte que tenta dominar essas camadas, fotograma a fotograma, para se retirar a essência desse mesmo momento e do objeto fotografado. Só assim é possível construir uma narrativa, contar história com esses fotogramas, e com isso continuar a usar o poder desta arte, porventura para o bem comum - não esquecer a importância e o poder que a fotografia tem tido na história da humanidade.
É impossível ignorar a realidade: a fotografia democratizou-se com o fácil acesso à tecnologia digital mas, tal como nas relações humanas, também afetadas pelo aparecimento repentino de muitas tecnologias e soluções digitais, é preciso lembrar que a ligação humana real, genuína, tem um impacto poderoso quando se quer realmente fazer fotografia e é algo que deve ser preservado e fortalecido.
E, por isto, nasce o projeto Fotografia com Alma.



Exposições

2016

"India, No Problem", no Banco de Portugal, Lisboa - exposição individual  sobre o trabalho documental realizado durante a viagem ao estado de Gujarat, Índia, em 2013.

 

2015

"Ktabna", em Lisboa - exposição coletiva sobre o  trabalho documental realizado durante uma viagem a Marrocos.

 

2014

"Travellers/Viajantes", no centro cultural de Ahmedabad, estado de Gujarat, India - exposição coletiva sobre o trabalho documental realizado durante uma viagem àquele estado em 2013.

 

2013

"Vidas de Bairro" na Padaria do Povo, Lisboa, sobre o restaurante "A Imperial de Campo de Ourique".

 

Livros Editados e Outras Publicações

2018

Trabalho fotográfico sobre a margem sul do Tejo, a convite da revista O2Sul (Edição#1).

 

2017

"Cadernos do Oriente", trabalho documental coletivo realizado durante uma viagem à China e Vietname em 2015 (ainda à venda aqui).

 

2015

"Ktabna", trabalho documental coletivo realizado durante uma viagem a Marrocos em 2014.

Palestras/apresentações

2017

  • Apresentação do livro Cadernos do Oriente no Bando de Portugal.
  • Apresentação do trabalho sobre o "Paradigma da Focagem como Técnica Artística", dinamizada pelo Núcleo Desportivo e Recreativo do Banco de Portugal.

2015

  • Apresentação do trabalho documental realizado durante a viagem ao estado de Gujarat, Índia, num evento público do MEF no teatro a Barraca.